Tempo

Sábia E Gulosa Ao Mesmo Tempo

Sábia E Gulosa Ao Mesmo Tempo

Não dá para confiar, fiquei tão feliz pela noite de autógrafos que cansei. Da noite pontualmente não, poderia ter ficado o resto da vida assinando e visualizando os amigos, emocionada. Conhecendo os do Facebook, reencontrando gente que não via existe um tempão. Cansaço veio mesmo da angústia prévia, da certeza que ninguém enfrentaria a noite do Spot e eu ficaria lá, sentada no meio a 1 mil livros inúteis. Coisa de moça que faz anos nas férias e tem susto que não haja gente suficiente pra vir ingerir o bolo. Grata aos amigos muito queridos que não me deixaram a ver de perto navios.

E, depois, uma entrevista por aqui e outra ali, e meu pavor de dizer para muita gente no momento em que sei que meu limite é alguém, nada mais que uma. É um defeito sério, uma afasia, esqueço as palavras, repito termos que jamais usei. Pela Televisão Folha (assista por aqui) repeti as palavras “pato e laranja”, numerosas vezes como se fossem os únicos ingredientes do mundo, e me fartei com a expressão “chiquérrimo”, que sei tenha sido a primeira vez que usei. Prometi ler dois livros por esse término de semana, o da Formosa Gil (Formosa Gil Cozinha) e o da Cristiana Couto (Alimentação no Brasil Colonial) Pois, acreditem, não consegui ler nenhum dos 2, só folheei.

 

No primeiro episódio discorre sobre o assunto: antropologia, sociologia e história da comida.

 

O da Cristiana até me deu pavor graças a das tentações que vislumbrei, a bibliografia que ela cita. É rezar para não descobrir os livros que ela menciona, e falir em estado grátis. Minhas resenhas se dirigem a cozinheiros e donas de residência e me sinto pouco preparada a suportar com conceitos acadêmicos, no entanto vamos lá. No primeiro episódio discorre sobre o assunto: antropologia, sociologia e história da comida. No segundo e no terceiro aborda as conversas nas teses a partir de 1832 relacionadas à medicina e à nutrição. No quarto capítulo discute-se o adoro, a gastronomia e a ciência na França do século 19. O quinto episódio desvenda heranças culinárias europeias e perguntas químico-dietéticas.

  • Prepare o lugar
  • Um filé de salmão de aproximadamente 250g
  • 9 Coisas que Você Poderá Fazer pra Desintoxicar teu Corpo humano
  • Regina
  • 2 unidades de cookies de soja com gotas de chocolate
  • A dieta era composta com déficit de 500 Kcal (menos 500 Kcal/dia)

É uma tese muito pesquisada e cuidadosa a ser estudada e não lida pulando páginas. Interessante ler pesquisas paralelas que ela indica. Eu vou ler por isso: a cada 5 livros que ela sinaliza, leio um. Os que mais me tentam são o Norbert Elias e o Braudel. Durante o tempo que não acabo o livro, indico a vocês a crítica que fez do livro dela o Carlos Alberto Dória, muito sensacional. A maioria da bibliografia é estrangeira até comparecer nos nossos Câmara Cascudo, Gilberto Freire e Eduardo Frieiro.

 

E quais são eles?

 

Apesar de tudo começamos nossas leituras em livros tão sérias e completos no momento em que diversos lugares não os possuem até hoje. A comida dela é muito saborosa e ultimamente tenho a tentação de classificá-la como uma das melhores cozinheiras brasileiras pela naturalidade com que encara os ingredientes mais brasileiros que temos. E o engraçado é que são esses ingredientes que soam estranhos para enorme parte do telespectadores. E quais são eles? Banana, batata-açucarado, cará, inhame, palmito, feijões variados, frutas que comeu no pé no momento em que guria.

Intriguei-me muito como caçoam dela e seus inhames e feijões fradinhos e bananas e mandiocas. De repente me deu uma luminosidade. Ninguém domina desses tubérculos, ninguém compra, são coisas pobres de plantio de subsistência e nós, de cidades mais cosmopolitas, nem sequer perceber, conhecemos. Digo “nós” para uma turma de foodies, um pequeno um por cento de foodies, uma vez que o Brasil inteiro se alimenta disso e de bananas e de cocos e coquinhos. Durante o tempo que Cristiana busca sobre o assunto febres intermitentes e alimentação como precaução, a Bela vai comendo berinjela com gergelim, e melancia morna.

E Cristiana, num estudo minucioso, busca as relações do adoro e da gastronomia com a ciência, o amo francês, Brillat Savarin. De onde terão vindo as receitas mais quadradas que Perfeita faz? Cristiana sai a cata da ciência e da gastronomia em textos culinários europeus do século 19. Lê os textos portugueses e as heranças culinárias europeias e científicas nos receituários brasileiros e detophyll portugueses. É um livro difícil de publicar. No tempo em que Cristiana busca a cuisine bourgeoise, percebe que aparece um interesse especial pelo gosto pela França. Em tal grau se fala em química em Portugal que o tema vai se infiltrando no Brasil.

Ácido péctico, açúcares, doces, café, está tudo nos racontos de Cristiana, nossa acadêmica, nossa pesquisadora de truz. Os médicos adoram que o povo esteja abandonando a feijoada, Atraente mistura legumes e imita feijoadas homéricas, domina que é um gosto que os brasileiros adoram, vamos devagar com a louça, todavia vamos. Cristiana desenrola os fios emaranhados de uma história, antropologia e sociologia da cozinha científica.

Perfeita pega os fios prontamente divididos, estudados e cortados e mistura banana com gergelim e chocolate, muito sabida que aquilo faz bem, pois não foi o que Cristiana acabou de pesquisar? Com o ir dos anos, está quase tudo compreendido, resta ingerir de um modo apetitoso. detophyll As duas se adicionam. Uma desfaz os nós, outra os come já desatados, feliz da existência. São dois livros que deveríamos ter na cabeceira. Pela cabeceira vou preservar o da Cristiana Couto e ler um capítulo por dia, com paciência e alegria. O da Formosa irei deixar pela cozinha e consumir de tudo, com boca muito sensacional e até emagrecer.

Excelente era isso, espero poder descobrir você la dentro da Área de Membros. TODAS AS DÚVIDAS com ligação a alimentação e treinamentos são tiradas dentro da Área de membros do Sistema Queima de quartenta e oito horas, basta perguntar, estamos 100 por cento acessíveis a proteger personalizadamente. Aspiro perder calorias da quí. Fasso a academia e nada. Que show hein, JÁ PERDI cinco QUILOS, EM 3 MESES, Apenas UMA VEZ POR SEMANA .

 

Não é necessário fazer os vinte ou 30 minutos pensando no coração?

 

Vini, tenho acompanhado seus vídeos, acho muito interessante. Pois o que está acontecendo em termos nutricionais e físicos, percebemos que não dá muito resultado. Nesta hora me fale uma coisa, pra emagrecer, pouco exercício dá certo, como tens ensinado, entretanto em termos de condicionamento, e a saúde cardíaca? Não é necessário fazer os vinte ou 30 minutos pensando no coração? Excelente dia Vini, stou adorando tuas aulas, pois que ja perdi quatro centimetros de cintura, stou ficando consumada, por causa vc…. E stou espalhando pra toda gente q conheço suas praticas….

Te amo e obrigado por tudo…. É muito show, cansa bastante no entanto vale á pena. Olá, como vc, sou assinante das aulas do Vinícius. Bacana noite Emerson, agradável eu gostaria de saber que aplicativo é esse que tem no teu smartphone para marcar o tempo? Interval Timer pra iOS. Eu so peso 45kg e kero mais 50peso…. Como eu faça? Teste estes aqui de 3 a quatro vezes por semana. Vinicius… Como faço pra obter o programa q48?